O Fly em si!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Fly em si!!

Mensagem por anthony em Qua Dez 15, 2010 6:03 am

Origens
As primeiras menções de pesca-a com mosca, citadas em antigos escritos orientais, remontam-se ao que parece a 2000 anos A.C., durante o período da dinastía Shang em onde se menciona o uso de moscas artificiais para capturar peixes.

No entanto parece ser que se tem universalmente aceitado que as origens se situam em Macedonia , no século II A.C., em onde um escritor de nome Claudius Ealian, que viveu entre os anos 230 e 170 nos narra: "... tenho ouvido da forma em que se pesca em Macedonia e é a seguinte:... entre Baroca e Tasalonica corre um rio que se chama Astracus e nele existem peixes de pele moteada, estes peixes se alimentam de certos insectos que são peculiares do lugar e revolotean sobre o rio, quando um destes peixes se percata da presença do insecto, se situa embaixo dele e nada devagar para a superfície da água e o atrapa da mesma maneira que um lobo se leva a uma ovelha da granja. Os pescadores não usam a estes animais como isca, já que quando se lhes atrapa, perdem a cor e as asas, portanto deixam de ter atraente como alimento. Envolvem pois, um anzol em lana vermelha e acrescentam-lhe duas plumas brancas de galo. Sua cana é de dois metros de longo e a linha da mesma longitude. Lançam este artificio à água e o peixe morde-o ficando cativo."

É sabido que a princípios do século XIII, textos alemães mencionam a pesca da trucha e de graylings usando um "gancho emplumado". Outros textos desde 1360, identificam a pesca-a com mosca como o método eleito pela gente do povo, ao longo de uma extensa área que abarcava desde as planícies suíças até o que foi Síria.

Pelo menos, existe uma dúzia de antigos manuscritos que documentam a pesca com mosca em Grã-Bretanha nos séculos XIV e XV, mas nenhum destes textos descreve as técnicas utilizadas, senão que se limitam a referir que este tipo de pesca se praticava em escala relativamente ampla e com verdadeiro nível de sofisticación.

Em Espanha, a primeira referência sobre a arte da montagem de moscas artificiais, é o Manuscrito de Astorga. Publicado em 1624 por Juan de Bergara. Nele, se definem os diferentes tipos plumas e como montar 33 modelos diferentes de moscas.

As técnicas
A técnica geral é projectar o chamariz com um movimento da cana, que é transmitido ao sedal ou linha. O lançamento baseia-se principalmente no tipo de sedal ou linha e não na mosca. Para o lançamento do chamariz utiliza-se uma cana ligeira e especialmente flexível.

Basicamente pretende-se atrair ao peixe com um chamariz que imita, neste caso, a ninfas , pupas ou insectos afogados ou secos, de uma maneira muito natural e delicada.

Requer grande habilidade e conhecimento, pelo que a pesca com mosca se considera por seus fanáticos como uma "arte" ou pesca "intelectual". Este tipo de pesca é uma das mais puras e desafiantes em que peixe e homem se enfrentam.

Existem diferentes chamarizes segundo o peixe encontre-se próximo à superfície, a média água ou cerca do fundo:



Mosca seca Adams.
Pesca com Mosca Seca: Trata-se que o chamariz flutue sobre a água tal como o fazem os insectos. Para isso se empregam cabelos e plumas que ajudam à flotabilidad. As três moscas secas mais populares são a Royal Wulff, Elk Hair Caddis e Adams.


Mosca Ninfa Orelha de Lebre.
Pesca com Ninfa: Imita-se com o chamariz as larvas das moscas em seu período de vida acuático. A ninfa fabrica-se mais grossa, com poucos cabelos ou plumas. As três ninfas básicas são: Zug Bug, Hare's Ear (Orelha de Lebre) e pheasant tail.


Mosca streamer Wooly Bugger.
Pesca com Streamers: É o chamariz mais fácil de usar. Imita peixes pequenos, crustáceos ou qualquer coisa que comem as truchas. Os streamers mais usados são: Zonker, Woolly Bugger, Marabou Muddler e Bucktails Streamers.
Em pesca-a com ninfa e streamers utiliza-se um lastre (geralmente chumbo) para dar peso às moscas e conseguir profundidade ao momento de pescar.

E dentro de todas estas características, as moscas se podem classificar, ademais, em:

Imitadoras.
Atractoras.
Modalidades
Com devolução ou "catch and release": é uma modalidade de pesca, não só da pesca com mosca, na que o peixe capturado é liberto imediatamente na água para que siga vivendo. Em general o pescador de mosca encontra-se comprometido com a conservação das espécies ictícolas. Por outra parte, existem regulações com respeito à devolução dos peixes, que variam segundo os diferentes países. Por ej. na Argentina, o regulamento de pesca de salmónidos diz que se devem devolver todos os peixes capturados, salvo que esteja expressamente aclarado o contrário para algum ambiente em particular. Em Chile também existem rios, por exemplo o Petrohue e o Calcurrupe na X região dos Lagos, onde se obriga a devolução de espécies; no entanto, na maioria deles, a lei estipula um máximo de 3 peças salmonídeas por pescador. Na actualidade trabalha-se na nova lei de pesca para fomentar pesca-a com mosca e pesca-a com devolução.

Equipa
Utiliza-se um aparejo de pesca pessoal consistente em:

Canas: Trata-se de canas flexíveis e ligeiras, que se escolhem em função de suas características, gosto do pescador e do peso da linha empregada.
As longitudes mais adequadas são entre os sete e onze pés. Empregam-se canas fabricadas de bambú refundido, fibra de carbono, grafito, fibra de vidro ou materiais compostos. Ademais podem-se classificar por sua acção de resposta como lenta, média e rápida.
Linha : É a parte fundamental desta modalidade de pesca trata-se de um sedal com características especiais de espessura e peso. Podem ser de seda ou sintéticas.
É um sedal pesado que une a linha com o chamariz. Recebe este nome porque sua espessura vai diminuindo até chegar à união com a linha. Esta especialmente desenhado para lançar o chamariz – de importância mínimo – a grande distância sem necessidade de acrescentar um lastre. Costuma medir 27,4 metros. À parte ata a mosca em sua ponta chama-se-lhe leader, e sua função é enganar ao peixe. A extensão da linha – que alonga os 27,4 metros de longitude – que permite dar mais linha em caso do requerer se lhe chama backing.
Existem linhas flutuantes para pescar com mosca seca e linhas sumergibles a diferentes profundidades.
As categorias de linhas mais usadas são:
Rocket Taper: Têm o peso na ponta e utilizam-se para atingir distância, são fáceis de lançar e pertencem à categoria de WF.
Duplo Taper: Têm o peso ao médio e as pontas delgadas, utiliza-se para pescar em ribeiros ou riachuelos, caracteriza-se por sua apresentação suave e delicada (DT).
Shooting Tapers: Têm o peso na ponta e permitem atingir uma grande distância, mais que o Rocket Taper. Também é da família WF.


Mosca seca, imitação de um saltamontes.
Moscas: É o chamariz artificial que pode imitar a uma mosca ou qualquer coisa que coma o peixe como outros insectos, crustáceos ou pececillos. É fabricado manualmente com materiais como fio, plumas e diversos materiais sintéticos. Caracteriza-se pelo pouco peso em relação com a linha.

Carretes: Elemento que serve para armazenar a linha, alguns carretes dispõem de travão para facilitar o combate com o peixe. O peso e dimensões do carrete deve ser conforme à cana.
Vadeador: Prenda de material impermeable, desde os pés até o peito, que permite ao pescador introduzir no seio do rio sem se molhar, costumam se fabricar em PVC , neopreno ou outro material. Os materiais transpiráveis, em general, são os mais adequados. No entanto em rios de baixas temperaturas prefere-se o neopreno devido a sua capacidade aislante.
Espécies de peixes a pescar
As espécies que se podem pescar mediante esta modalidade principalmente devem de ser predadores. Principalmente usou-se esta modalidade para pesca-a de truchas de montanha mais que nada ante a imposibilidad de pescar em outras modalidades devido à grande clareza da água e seu escasso volume, daí se foi derivando já que os insectos são a maior fonte de alimentação deste salmónido. Ao generalizar-se esta modalidade foi-se estendendo a outras espécies que devido a sua voracidad ou hábitos alimentecios, dentre as mais pescadas e representativas se podem destacar:

Truchas
Salmones
Carpas
Lucios
Black bass
Barbos
Réus (Trucha marinha)
Pejerreyes
Dourados
Tarariras
avatar
anthony
ADIMINISTRADOR
ADIMINISTRADOR

Mensagens : 30
Pontos : 78
Data de inscrição : 14/12/2010
Idade : 19
Localização : Macaé-RJ

Ver perfil do usuário http://pescaecia.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Fly em si!!

Mensagem por Machado em Qua Dez 15, 2010 6:54 am

Bela explicação ..
VAMO Q VAMO ... Wink
avatar
Machado
Pescador Recente
Pescador Recente

Mensagens : 9
Pontos : 9
Data de inscrição : 15/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum